Minhas Artes
   
 



BRASIL, Nordeste, SALVADOR, CABULA, Mulher, de 36 a 45 anos, Portuguese, Spanish, Arte e cultura, Cinema e vídeo, praias
MSN -
 

  Histórico
 Ver mensagens anteriores

Categorias
Todas as mensagens
 Ponto de Cruz
 Crochê
 Arraiolo
 Gráficos

Votação
 Dê uma nota para meu blog

Outros sites
 UOL - O melhor conteúdo
 BOL - E-mail grátis
 pattern.melaodiy
 birdcrossstitch
 vocefazartesanato
 pontosmagicos




 

 

Arraiolo

 

Trabalhos em Arraiolo

Almofadas em Ponto de Arraiolos

 

Tamanho das almofadas = 39cm x 39cm

Gráfico de 55 pontos X 55carreiras

(*aguarde 1 minuto para carregar, são muitas figuras)


Almofadas em arraiolos

Material necessário :

a
juta de 7 pontos por 10 cm ou 1,4 pontos por cm .
a Lãs Paratapet nas cores e quantidades indicadas:
315 vermelho; 201 melão; 516 naval; 506 jeans;616 abacate; 100 preto; 804 chumbo; 002 branco= 1meadas de cada
a Agulha Tapestry n.16
a feltro na cor marinho para cada almofada com 50 cm x 50 cm
a manta acrílica ou flocos de espuma para encher cada almofada.
a tesoura
a forro de algodão ou feltro para cada protetor com 50 cm x 50 cm
a agulha e linha de costura cor marinho.



Modo de fazer

a Faça uma bainha de 5 cm em toda a volta da juta.
aBorde em ponto arraiolo segundo os esquemas abaixo de cada almofada
a Cada quadrado corresponde a um ponto de tapeçaria.
a Para arrematar faça ponto cheio nos lados das almofadas.
a Dobre as pontas para baixo e costure o feltro em 3 lados pelo avesso.
aVire a almofada pelo direito, encha com manta acrílica ou flocos, dobre o restante da barra para o interior e costure com pontos invisíveis.


Gráfico almofada1

Gráfico almofada 2

_____________________________________________

Artmaya Atelier Artístico



Escrito por Céu às 13h20
[] [envie esta mensagem
]


 

 

TECIDOS  PARA  ARRAIOLOS

 

          Talagarça grossa                                      

 

                Juta para arraiolo

 



Escrito por Céu às 00h15
[] [envie esta mensagem
]


 

 

trabalhos em arraiolo

       



Escrito por Céu às 00h01
[] [envie esta mensagem
]


 

 

TRABALHOS EM ARRAIOLO

 



Escrito por Céu às 13h41
[] [envie esta mensagem
]


 

 

Tapetes de telefone



Escrito por Céu às 23h30
[] [envie esta mensagem
]


 

 

Arraiolo - Passo a passo

Para começar a bordar, a tela deve sempre estar no sentido do comprimento e a agulha deve estar sempre no sentido vertical, com a ponta para cima ou para baixo. O ponto arraiolo eu costumo dizer que é uma cruz com uma perna longa. Veja o esquema onde o ponto é trabalhado na horizontal:

ponto arraiolo horizontal

A maioria dos motivos tem um contorno, que é o primeiro a ser feito, depois preenchemos dentro do motivo e por último o fundo do tapete. E para esse contorno devemos trabalhar o ponto tanto na horizontal como na vertical (como na figura abaixo) e diagonal:

ponto arraiolo vertical

Depois do tapete pronto deve-se fazer a franja.

Quando se pensa em Arraiolo, logo se lembra em tapetes, mas podemos fazer almofadas, pesinhos de porta, caminhos de mesa, tapetinhos de telefone e até panôs.

 



Escrito por Céu às 23h18
[] [envie esta mensagem
]


 

 

História do Arraiolo - parte 4

Arraiolo

A artesã Soneligia da soliarte viajou para Portugal a fim de conhecer uma pequena aldeia, chamada Arraiolos. Chegando lá, confirmou que o nome da aldeia tudo tinha a ver com o famoso ponto.

Os tapetes de lá apresentam o mesmo tipo de ponto, porém bem menores.   Os motivos são bonitos e coloridos. A preocupação com cópias é tão grande que não foi permitido bater fotos, e nenhuma dica foi dada.

Na aldeia, existe uma cooperativa de bordadeiras que fazem os tapetes, mas as lãs são manufaturas em outra região de Portugal e as telas são importadas do Oriente, com trama mais fechada que as brasileiras e de excelente qualidade.

A seguir, eu trago um texto na íntegra, da Câmara Municipal de Arraiolos, sobre os famosos tapetes.


"Tapetes de ARRAIOLOS
(Divisão de Acção Sócio Cultural - Câmara Municipal de Arraiolos)

Os Tapetes de Arraiolos são na sua tecelagem policromática, uma das afirmações mais vincadas do gênio artístico do Povo Português.

Primitivamente de inspiração Persa as Bordadoras começaram o seu fabrico, totalmente manual, no séc. XVII, imprimindo-lhe o melhor da sua arte pessoal o produto do seu gosto, as tendências artísticas da grande planície Alentejana.

Os motivos que aparecem estampados na tela, estendem-se, de arabescos miudinhos de origem persa, que representam o séc. XVII, num primeiro período às grandes teorias florais, o segundo período, correspondendo aos dois primeiros terços do séc. XVIII e atingindo uma forma mais rebuscada característica do terceiro período, ou seja o último terço do séc. XVIII e primeira metade do séc. XIX, mantendo ainda hoje os mesmos processos de fabrico e as suas tradições."

 



Escrito por Céu às 23h16
[] [envie esta mensagem
]


 

 

História do Arraiolo - parte 3

Imigrantes portugueses em Atibaia criaram uma verdadeira comunidade artesã de tapetes Arraiolo.
No bairro do Portão, turistas e consumidores da arte encontram uma verdadeira fábrica artesanal da tapeçaria de Arraiolos, a ARPA ( Artesãos do Arraiolos Associados ). Peças com trezentos anos ou mais inspiram a criação de obras perfeitas, que são importantes colaboradoras na formação da renda de diversas famílias e que mantêm ocupados cerca de 1600 artesãos, todos eles concentrados no bordado Arraiolo.
O costume e a tradição são os principais ingredientes dessas obras, que há 14 anos produzem, com técnicas excelentemente executada, estilos antigos e modernos de Arraiolo.
Para quem inicia na arte e para quem sabe admirá-la, a Arpa é mais do que uma vitrine turística, é uma verdadeira exposição do que há de mais perfeito e valioso em Arraiolo.



Escrito por Céu às 23h05
[] [envie esta mensagem
]


 

 

História do Arraiolo - parte 2

Os desenhos dos primeiros tapetes de Arraiolos teriam sido influenciados por decorações Hispano-Mouriscas. A seguir, houve alguma influência de ornatos renascentistas. Depois da vinda para Portugal dos bordados e das bordadoras indianas, os desenhos dos nossos tapetes foram bastante influenciados com as decoraçòes chamadas Indo-Portuguesas. E, paralelamente a esta influência ou, logo a seguir, entrou-se na época da influência das decorações persas que foi a mais importante de todas.
Há muitos tapetes de arraiolos com desenhos da época mais recuados do que aquela em que o tapete se executou; muitas vezes, o tapeteiro bordava o seu tapete com motivos antigos misturados com outros que seriam, então, apreciados pela sua atualidade.

Há muitos tapetes de arraiolos com desenhos da época mais recuados do que aquela em que o tapete se executou; muitas vezes, o tapeteiro bordava o seu tapete com motivos antigos misturados com outros que seriam, então, apreciados pela sua atualidade. Em outro exemplares, o tapeteiro compôs a decoração do tapete com elementos de origens muito diferentes, inspirados aqui e além, dispondo esses elementos na superfície do tapete misturados com motivos mais simples, verdadeiramente populares. Existem também Tapetes de Arraiolos com decorações de uma só origem, como sejam aqueles que são totalmente ornamentados com desenhos de estilo persa.
Atualmente bordam-se com ponto de Arraiolos, desenhos antigos e modernos, de todas as origens e de todos os estilos. No entanto, os criadores de desenhos para tapetes nem sempre podem ser felizes nas suas composições originais.
O bordado de Arraiolos presta-se bastante para bordar uma grande maioria de desenhos de tapetes de quase todo o mundo. A adaptação no nosso ponto de Arraiolos a muitos desses desenhos nem sempre é fácil e, as vezes, é muito difícil. Mas quando se consegue realizar essa adaptação, conseguem-se fazer em Bordado de Arraiolos, belos exemplares de tapeçaria.

 



Escrito por Céu às 23h04
[] [envie esta mensagem
]


 

 

História do Arraiolo - parte 1

O ponto que chamamos de Arraiolos foi conhecido em alguns países com os nomes de Ponto cruz oblíquo, Ponto de cruz curto e comprido, ou Ponto de trança eslavo. Sabe-se que alguns dos antigos povos eslavos praticaram este ponto e sabe-se que, nos bordados Hispano-Árabes não pode deixar de ser considerada uma tradição bizantina. Isto leva-nos a poder admitir que o nosso Ponto de Arraiolos tem fluência nos bordados marroquinos e foi divulgado pelos mouros em Espanha e Portugal.

O mesmo ponto pratica-se na Península Ibérica, pelo menos, há oito séculos, pois na Catedral de Astorga existe um bordado do século XII, no qual está bem visível o ponto igual ao que hoje se faz nos nossos tapetes. Atualmente o Ponto Arraiolo com que se bordam os nossos tapetes é conhecido por este nome em muitos países da Europa, em algumas partes do extremo oriente e por todo o Brasil onde é muitíssimo praticado.



Escrito por Céu às 23h02
[] [envie esta mensagem
]


 

 
[ ver mensagens anteriores ]